Ir direto para menu de acessibilidade.
Você está aqui: Página inicial > Notícias > Londrina e Presidente Prudente anunciam parceria para troca de soluções inovadoras
Início do conteúdo da página

Londrina e Presidente Prudente anunciam parceria para troca de soluções inovadoras

  • Publicado: Segunda, 01 de Abril de 2019, 14h16
  • Acessos: 182

reuniao.gabinete.VP

Termo de cooperação técnica será firmado entre os dois municípios para o compartilhamento de ferramentas tecnológicas e propostas      

O prefeito Marcelo Belinati recebeu em seu gabinete, nesta sexta-feira (8), representantes da Prefeitura de Presidente Prudente (SP). O encontro, articulado pelo presidente do Instituto de Desenvolvimento de Londrina (Codel), Bruno Ubiratan, viabilizou uma parceria entre as duas cidades. A expectativa é que, mediante um acordo formal de cooperação técnica, os municípios possam compartilhar soluções tecnológicas inovadoras, aplicáveis ao poder público municipal.

Para Ubiratan, Londrina e Presidente Prudente devem, em muito breve, formalizar essa parceria com o intuito de propor o compartilhamento de projetos da área tecnológica desenvolvidos pelas duas cidades. “Foi uma excelente visita, muito bacana, e tem tudo para dar certo em pequeno, médio e longo prazo. Creio que essa parceria está muito próxima de ser firmada, pois nós temos cases a oferecer para eles, de sucesso, e eles têm alguns outros a nos oferecer. A soma do know-how das duas prefeituras, e do setor público, pode realmente ajudar a ambas”, destacou.

O secretário municipal de Tecnologia da Informação de Presidente Prudente, Rogério Alessi, lembrou reuniao.gabinete.V3que esteve em Londrina há alguns anos para conhecer a lei de desenvolvimento tecnológico e outras ferramentas aplicadas na cidade. “Será um orgulho ter Londrina como nossa parceira. Estive aqui há cinco anos, conhecendo a lei do ISS Tecnológico, e temos uma legislação semelhante, inspirada na de Londrina. Então já trabalhamos, de alguma forma, olhando o que Londrina tem feito. Recentemente, o Portal da Transparência de Londrina tornou-se o primeiro no país, e queremos avançar nessa agenda também. Por isso viemos trazer algumas soluções que trabalhamos lá e já socializamos com outros municípios, e que entendemos que podem ser úteis para Londrina”, explicou.

Alessi destacou que a tecnologia é uma saída criativa encontrada pelos municípios para melhor oferecer os serviços públicos à população, e que atua de forma efetiva, com custos zero ou muito baixos, beneficiando a todos os envolvidos. “Costumamos dizer que as dores são semelhantes, pois os problemas que Prudente enfrenta, em termos de gestão pública, não são muito diferentes dos problemas que Londrina enfrenta. E a tecnologia é um instrumento para ajudar a resolver problemas. Então socializar como nós resolvemos esses problemas lá, pode inspirar soluções semelhantes aqui, assim como as soluções de Londrina certamente servem para a gente. Vim com a missão de fazer esse primeiro contato, e levo essa resposta da receptividade da cidade. Agora, vamos formalizar esse protocolo de intenção, para troca de tecnologias entre os dois entes, e ir alinhando com os departamentos interessados”, detalhou.

Dentre as soluções já implementadas na cidade paulista, foram apresentados o alvará instantâneo, que é emitido em um prazo médio de 20 minutos a usuários previamente cadastrados no sistema da Prefeitura. O programa de incentivo fiscal e a legislação que regulamentou a pecúnia em ambientes compartilhados, os chamados coworkings, também foram detalhadas para a equipe de secretários municipais de Londrina presente.

Outra novidade que é desenvolvida em Presidente Prudente foi o uso de sistema para zerar a fila de crianças aguardando vagas na Educação Infantil. Uma ferramenta, criada por startup, alinhou as vagas existentes na rede de ensino, com a demanda de crianças cadastradas. Os pais e responsáveis receberam uma carta de pré-matrícula, informando até três opções de Centros de Educação Infantil para efetivar a matrícula do futuro aluno. Dessa forma, foi possível eliminar a fila de espera, que estava com cerca de 1.400 nomes aguardando uma vaga.

Um dos secretários municipais presentes na reunião foi Felippe Machado, titular da Saúde. Ele conheceu o mapeamento feito em Presidente Prudente com georreferenciamento, que informa os locais onde há casos de dengue, o que permite um trabalho focado, de todas as entidades envolvidas, com vistas a impedir novos focos do mosquito transmissor. Essa e outras ferramentas foram desenvolvidas em softwares open source, ou seja, são programas que podem ser distribuídos e utilizados gratuitamente.

Machado afirmou que a parceria com o município paulista será muito bem-vinda. “Presidente Prudente se mostrou consolidada em relação ao software da saúde, que é uma busca que nós temos dentro da administração como prioridade do prefeito Marcelo Belinati. Então, nós vamos nos aproximar da Secretaria de Saúde e de Tecnologia de Prudente. Possivelmente faremos visita à cidade para conhecer a rede assistencial, é um município menor que Londrina mas, pelo que o secretário colocou, possui uma rede bastante organizada e ordenada, no mesmo desenho que nós temos. Entendemos ser possível essa troca de informação e tecnologia, para que a gente consiga implementar, de forma definitiva, a informatização da saúde”, disse.

A diretora de Ciência e Tecnologia da Codel, Renata Passi, considerou que o ecossistema de inovação de Londrina, reconhecido como um dos maiores do país e formado por universidades, empresas, poder público, instituições e entidades da sociedade civil organizada, fomentam novos acordos e parcerias benéficas para a cidade. “O envolvimento do poder público e o engajamento da sociedade civil têm provocado o interesse de instituições federais e estaduais, como a Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial e o Parque Tecnológico Itaipu, e as visitas deste ano, como a Fecomércio-PR e Fundação Araucária. Isso faz com que outros municípios se interessem e se aproximem de Londrina. Prudente lançou o Programa InovaTec, com um espaço público de coworking. E nós temos muito interesse em aprender com eles essas políticas públicas voltadas à inovação que eles têm desenvolvido, na área de ciência e tecnologia, saúde e educação. Então esse termo vai gerar muitos frutos para as duas cidades,  e uma troca bem rica de experiências de sucesso”, avaliou.

Segundo Renata, diante do interesse dos dois municípios, a Codel irá elaborar o termo de cooperação e propor para a Secretaria Municipal de Tecnologia da Informação (SETEC) de Presidente Prudente. Na sequência, deve ocorrer a assinatura e execução dos planos de trabalho.

Antes de participarem da reunião na Prefeitura de Londrina, os representantes da Prefeitura de Presidente Prudente estiveram no talk show sobre Política Municipal de Incentivos Fiscais para Startups. O evento foi organizado e sediado pela Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUC-PR), campus Londrina.

O coordenador da Aceleradora Hotmilk da PUCPR, Cristiano Teodoro Russo, comentou que as iniciativas de desenvolvimento tecnológico aplicadas inicialmente em Londrina serviram como base para a cidade de Presidente Prudente, o que motivou o convite para o talk show. “A gente já tinha essa troca de informações e identificamos lá uma série de soluções de tecnologia oriundas de startups do município, e que atendem as demandas da Prefeitura. E por isso fizemos o evento, que acabou se tornando soluções de startups para o poder público e foi um grande sucesso. Com essa oportunidade de mostrar, aqui na Prefeitura, o que Prudente está fazendo, começaram a aparecer sinergias”, comentou.

Russo citou ainda que, embora haja a abertura da Prefeitura de Londrina, por meio do edital de soluções inovadoras e outras oportunidades, ainda há resistência por parte da iniciativa privada em firmar negócios com o poder público. “Por isso, a gente está incentivando as startups a trabalharem diretamente com o poder público. A universidade fica muito contente em ser palco dessas discussões, e dessa tarde que está sendo altamente produtiva. A tendência é que essa parceria realmente aconteça, pois felizmente Londrina é um celeiro de pessoas que têm vontade de transformar coisas, e Prudente também. É um trabalho que não transforma nada da noite pro dia, estamos começando aqui uma conversa que deve avançar ao longo do tempo. E é fundamental que o que nascer aqui seja política de Município”, concluiu.

O encontro contou ainda com a presença dos secretários municipais de Fazenda, João Carlos Barbosa Perez, e de Educação, Maria Tereza Paschoal de Moraes. Estiveram também Luis Isique, gestor de Ambientes de Inovação, e o empreendedor Alessandro Altino, ambos de Presidente Prudente.

Fotos: Vivian Honorato

registrado em:
Fim do conteúdo da página