Ir direto para menu de acessibilidade.
Você está aqui: Página inicial > Notícias > Comitê Municipal de Economia Criativa é instituído em Londrina
Início do conteúdo da página

Comitê Municipal de Economia Criativa é instituído em Londrina

  • Publicado: Segunda, 01 de Abril de 2019, 14h15
  • Acessos: 182

Decreto foi assinado pelo prefeito Marcelo Belinati, durante o lançamento do Caderno de Estudos de 2018 do Fórum Desenvolve Londrina

 
 

A partir de hoje, Londrina passa a contar com o Comitê Municipal de Economia Criativa (CMEC), uma vertente de desenvolvimento social amplamente discutida no Brasil e no mundo, reconhecida como um dos setores que mais crescem globalmente. O comitê foi instituído por meio de decreto assinado pelo prefeito Marcelo Belinati, durante o lançamento do Caderno de Estudos de 2018 do Fórum Desenvolve Londrina. O evento aconteceu no SESC Cadeião Cultural.

O CMEC representa o reconhecimento de que o setor é essencial e também as expectativas que a cidade deposita no setor. “Este é mais um setor que se organiza no sentido de fomentar a economia da cidade. A criação deste Comitê é mais um passo no sentido de fazer Londrina crescer, se desenvolver, gerando emprego e renda, e a Economia Criativa é uma das potencialidades de nossa cidade”, enfatizou o prefeito.

O Comitê objetiva estabelecer diretrizes para o desenvolvimento de atividades de Economia Criativa, mediante estudo cultural, econômico e social. A coordenação ficará a cargo da Secretaria Municipal de Cultura e do Instituto de Desenvolvimento de Londrina (CODEL), em sistema de revezamento. No primeiro momento, 27 instituições ligadas à área participarão do comitê, contudo este número poderá aumentar, visto que as questões operacionais começam a ser discutidas a partir da implementação do CMEC.

O secretário municipal de Cultura, Caio Julio Cesaro, explicou que a Economia Criativa reúne os negócios baseados no capital intelectual, cultural e na criatividade, que geram valor econômico. Segundo ele, Londrina está enxergando a Economia Criativa com um grande potencial de crescimento para a cidade. “Londrina tem uma tradição muito grande nas diversas frentes que atua, dentro do segmento de Economia Criativa, e agora a ideia é fomentar isso ainda mais. O trabalho do Fórum Desenvolve Londrina reconhece este potencial e o Comitê visa dar continuidade efetiva às ações elencadas no Caderno de Estudos”, destacou.

A presidente do Fórum Desenvolve Londrina, Claudia Romariz, explicou que o objetivo de estudar este tema, em 2018, foi fazer com que a sociedade entenda qual o valor do negócio ligado à Economia Criativa. “Londrina já tem vertentes bastante consolidadas neste setor e conseguimos elencar, no estudo, todos os segmentos que compõem a Economia Criativa, entre eles os de turismo, gastronomia, audiovisual, tecnologia e moda. Este setor gera valor, negócios, empregos e renda e é importante que tanto o poder público quanto a inciativa privada consigam ver valor no patrocínio e no incentivo à Economia Criativa em nossa cidade”, apontou.

Leandro Magalhães, coordenador da Comissão Organizadora do Seminário de Economia Criativa, que acontece nesta quinta (28) e sexta-feira (29), também no SESC Cadeião Cultural, disse que o CMEC representa um grande avanço para a cidade. “Temos diversas ações que já ocorrem em Londrina, que estão ligadas à Economia Criativa, como uma gastronomia muito forte, grandes festivais, o setor de tecnologia e de arquitetura, as startups, e o Comitê vem para agregar e garantir que estes valores sejam ainda mais propagados, proporcionando mais desenvolvimento para a cidade”, frisou.

Durante o evento, também foi apresentada a proposta do 1º Hackathon em Economia e a partir das 14 horas inicia o Seminário de Economia Criativa, que se estende até amanhã, trazendo quatro mesas de discussão ligadas ao tema, em um formato que amplia a interação das pessoas e fortalece a realização das ações pós-estudo.

Programação – Às 14 horas, será realizada a Mesa Design mediada por Graça Maria Simões Luz. Farão parte da mesa Camila Silva de Oliveira, do (IPPUL), Cláudio Pereira de Sampaio (Departamento de Design / CECA-UEL), Elisangela Theodoro Vieira da Silva (CEAL) e Guilherme Andrade dos Santos (Estúdio Cosmo).

Às 16 horas, inicia a Mesa Turismo e Gastronomia, mediada pela diretora de Turismo da CODEL, Maitê Uhlmann. Participam Claudia Diana de Oliveira (Curso de Gastronomia da UniFil), Daiana Bisognin (FB Eventos), Fabiane Rocha (Núcleo de Eventos da ACIL), Fernanda Yumi – presidente da ABRASEL) e Rafael Zorzato (Boussolé Gastrobar).

Na sexta-feira, a programação do seminário inicia às 14 horas, com a Mesa Mídia Digital e Tecnologias, mediada por Marcus Friedrich Von Borstel. Estarão presentes Caio Julio Cesaro (secretário municipal de Cultura), Carlos Eduardo Frezarin (Grupo Frezarin Guilherme Peraro (APL Audiovisual de Londrina e Região), Marlon de Carvalho Paschoal (Comunidade Red Foot), Nivaldo Benvenho (Sociedade Rural do Paraná) e Rafael Maximo e Matheus Perine (Site Londrinando).

Na sequência, às 16 horas, a Mesa Mundo das Artes e Cultura, mediada por Leandro Henrique Magalhães, fecha o seminário. Participarão Eliane Aparecida Candoti (Projeto Conhecer Londrina), Kiko Jozzolino (Festival de Blues de Londrina), Mity Shiroma (Londrina Matsuri), Nilson Carlos Stefani Violato (Projeto Pé Vermelho Arte & Cultura) e Solange Cristina Batigliana (Diretoria de Patrimônio de Londrina).

Para a imprensa: outras informações podem ser obtidas com o secretário municipal de Cultura, Caio Julio Cesaro, no 3371-6600, e com a assessoria de imprensa do Fórum Desenvolve Londrina, no 3357-4454.

registrado em:
Fim do conteúdo da página