Ir direto para menu de acessibilidade.
Você está aqui: Página inicial > Últimas notícias > Novo presidente da Codel, Bruno Ubiratan, encaminha urgência em projeto sobre terreno da BRF
Início do conteúdo da página

Novo presidente da Codel, Bruno Ubiratan, encaminha urgência em projeto sobre terreno da BRF

 

Em encontro com vereadores, Bruno Ubiratan explanou o projeto, protocolado na última semana, que altera a lei municipal n° 12.477/2016

  • Escrito por Juliana Gonçalves
  • Publicado: Quarta, 23 de Maio de 2018, 08h11
  • Acessos: 394

O novo diretor-presidente do Instituto de Desenvolvimento de Londrina (Codel), Bruno Ubiratan, reuniu-se na tarde desta terça-feira (22) com os vereadores de Londrina, na Câmara Municipal. Na ocasião, Ubiratan, acompanhado do diretor de Técnica e de Desenvolvimento da Codel, Atacy de Melo Junior, justificou o pedido de tramitação de urgência para o projeto de lei 79/2018, que trata do terreno doado pelo Município à empresa BRF, detentora das marcas Sadia, Perdigão e Qualy.
O Executivo deverá protocolar o pedido de tramitação com urgência na quarta-feira (23). O objetivo é garantir que parte da área cedida para a empresa, e que não será utilizada, retorne para a Prefeitura e, futuramente, possa ser revertida em benefício do Município.
Segundo Ubiratan, o pedido partiu da própria BRF, que se compromete a iniciar as obras do seu centro de distribuição em Londrina assim que a matrícula do terreno seja regularizada para a área solicitada. “Essa é minha primeira missão enquanto diretor-presidente da Codel. O prefeito pediu que fizéssemos tudo dentro do possível para que a demanda seja aprovada de forma ágil”, contou.
câmara 2A lei municipal n° 12.477/2016 havia autorizado a doação de área para a BRF, localizada no prolongamento da Avenida Saul Elkind, na saída para Ibiporã. O terreno, com área total de 171 mil metros quadrados, foi escriturado em nome da empresa em setembro de 2017. No entanto, após revisão do plano de ocupação, o projeto da BRF previu ocupação de somente 101,603 mil metros quadrados. A empresa decidiu, então, encaminhar a devolução da área sobressalente ao Município.
O projeto de lei que regulariza essa devolução também prevê que, dos 70 mil metros quadrados que retornarem, 20 mil sejam destinados à Companhia de Saneamento do Paraná (Sanepar). No local, a Sanepar irá construir um centro de distribuição, oferecendo, como contrapartida, toda a infraestrutura de abastecimento de água e esgoto da região.
Durante o encontro, os vereadores puderam tirar dúvidas sobre o projeto de lei. O diretor-presidente da Codel ressaltou que, para construir o centro de distribuição em Londrina, a BRF estima investir 80 milhões de reais, promovendo a geração de cerca de 600 empregos, diretos e indiretos, na cidade. “Com a instalação da BRF e com a infraestrutura da Sanepar atendendo a região, Londrina só tem a ganhar. A expectativa é que, somente em empregos diretos, 260 novas vagas sejam criadas. E essa iniciativa vai contribuir também por atrair ainda mais empresas para a cidade”, frisou.
O centro de distribuição da BRF em Londrina estima atender o oeste paulista, sul de Mato Grosso do Sul e Paraná. O espaço projetado deverá receber até 150 caminhões por dia, de diferentes portes, que irão movimentar até 15 mil toneladas de alimento/mês.
Agenda – Pela manhã, Bruno Ubiratan teve seus primeiros compromissos como diretor-presidente da Codel. Na sede do SEBRAE-PR em Londrina, ele se reuniu com o gerente da Regional Norte, Fabrício Pires Bianchi, e com o consultor Heverson Feliciano, onde ouviu as demandas da instituição e reforçou o compromisso da Codel com o desenvolvimento da cidade. “Esse primeiro dia está sendo de muito trabalho, de reuniões com o Sebrae e outras entidades, e também muito resolutivo”, afirmou.

Fotos: CML/Imprensa/ Devair Parra

registrado em:
Fim do conteúdo da página