Ir direto para menu de acessibilidade.
Você está aqui: Página inicial > Notícias > IFPR é escolhido pela Huawei para parceria de formação na área de tecnologia
Início do conteúdo da página

IFPR é escolhido pela Huawei para parceria de formação na área de tecnologia

  • Publicado: Quarta, 16 de Novembro de 2022, 13h35
  • Acessos: 86
imagem sem descrição.

Campus Londrina foi selecionado entre mais de 200 instituições e ofertará três novos cursos a partir de 2023

 

O Instituto Federal do Paraná (IFPR), campus Londrina, dará início a um projeto de capacitação na área de Tecnologia da Informação (TI) em parceria com a multinacional chinesa Huawei, fornecedora de dispositivos digitais. O anúncio foi feito durante uma solenidade realizada na sexta-feira (4), na sede do IFPR de Londrina (Rua João XXIII, 600) e contou com presença do presidente do Instituto de Desenvolvimento de Londrina (Codel), Alex Canziani, que representou o prefeito Marcelo Belinati.

 

Depois de conseguir o credenciamento junto ao Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações (MCTI), a Instituição de Ensino Superior apresentou projetos com base na Lei da Informática (Lei Federal nº 8.248/1991) – uma Lei de incentivo fiscal para empresas de tecnologia, que podem investir recursos na formação de profissionais e desenvolvimento de tecnologias – e, com isso, surgiu a parceria com a Huawei. “Foram dois anos desde o credenciamento, para vencer as questões burocráticas e assinar a parceria”, relatou o diretor-geral do IFPR, Marcelo Lupion Poleti.

 

Para que a parceria saísse do papel, ela contou com o apoio de Canziani e da deputada federal Luísa Canziani, que participaram de reuniões com o MCTI e a IFPR. A parceria resultou em três novos cursos, que vão ser aplicados gradualmente. São eles: Cloud, Inteligência Artificial e 5G. Para a realização de cada um deles, a Huawei vai ofertar R$ 350 mil reais, que serão investidos em um laboratório novo e no pagamento de bolsa para os professores e estudantes.

 

Cloud é o primeiro curso a ser oferecido com 200 vagas. O início das aulas está previsto para o primeiro semestre do ano que vem. As inscrições estão aberta e devem ser feitas pelo www.huawei-ifpr.vercel.app. “Precisávamos de parceiros de referência no sul do país e o campus Londrina foi escolhido entre 202 instituições para promover transformações na sociedade através da parceria educacional”, destacou o gestor de Talentos da Huawei, Victor Lorran de Sousa Montenegro.

 

O presidente Codel explicou que a falta de mão de obra na área de T.I., em Londrina é grande e propôs um desafio ao representante da Huawei. “Desafio fazer de Londrina um grande ‘case’ da Huawei no Brasil e no mundo”, e ainda completou que o Município tem se tornado uma cidade cada vez mais tecnológica e inovadora, por isso a necessidade de talentos nesta área.

 

Laboratório “Camarguinho” – A proposta do novo laboratório é que seja um espaço multiuso com computadores pra informática, transmissões on-line, mesa de reunião e estúdio para fotos e vídeo. Segundo um dos gestores da parceria público-privada, o professor Augusto Luengo Pereira Nunes, o laboratório também vai dar suporte a todos os demais cursos e atender a faculdade como um todo. O espaço ganhou o nome de André Luiz Camargo (em memória), em homenagem ao ex-aluno da instituição. Ele foi o primeiro aluno registrado no projeto em parceria com a Huawei, para compor a equipe de ensino.

 

Além das autoridades já mencionadas estiveram presentes no anúncio o integrante do Núcleo de Inovação e Empreendedorismo e gestor da parceria entre o IPFR e a Huawei, Augusto Luengo Pereira Nunes; e o diretor-superintendente da Fundação de Apoio à Educação, Jorge Luiz de Sá Riechi, entre outros.

 

 

Texto David Jônatas

registrado em:
Fim do conteúdo da página