Ir direto para menu de acessibilidade.
Você está aqui: Página inicial > Notícias > Londrina celebra aniversário de 50 anos do Iapar – Emater (IDR-PR)
Início do conteúdo da página

Londrina celebra aniversário de 50 anos do Iapar – Emater (IDR-PR)

  • Publicado: Sexta, 01 de Julho de 2022, 13h09
  • Acessos: 153
imagem sem descrição.

Solenidade incluiu o lançamento de cinco novos cultivares, dois manuais técnicos e a entrega de um rolo compactador à Prefeitura de Londrina

  

Nesta quinta-feira (30), o Instituto de Desenvolvimento Rural do Paraná – Iapar-Emater (IDR-PR) celebrou seus 50 anos de fundação com uma solenidade realizada em sua sede, localizada na Rodovia Celso Garcia Cid, km 375. Ao todo, mais de 400 pessoas participaram das comemorações.

 

Diversas autoridades estiveram presentes, incluindo o presidente do IDR-PR, Natalino Avance de Souza; o secretário de Estado da Agricultura e do Abastecimento do Paraná, Norberto Ortigara; o vice-prefeito João Mendonça; o chefe de gabinete, Moacir Sgarioni; o presidente da Agência Reguladora de Serviços Públicos Delegados do Paraná (Agepar), Reinhold Stephanes; o ex-governador do Paraná e servidor do IDR-PR, Orlando Pessuti; a diretora de pesquisa e inovação da instituição, Vania Moda Cirino; e o vereador e presidente da Câmara Municipal de Londrina, Jairo Tamura (confira mais nomes abaixo).

 

Durante a cerimônia, foi destacada a história do Instituto, que se iniciou com a criação do IAPAR em 1972, como resultado da mobilização e esforço de produtores, técnicos e lideranças políticas. Tendo sua sede em Londrina, o órgão também conduz projetos nos Polos de Pesquisa e Inovação de Curitiba, Ponta Grossa, Paranavaí, Pato Branco, Cascavel e Guarapuava. Além disso, possui 21 estações de pesquisa, 25 laboratórios especializados, 22 Estações Agrometeorológicas e um Setor de Recursos Genéticos, bem como estruturas em colaboração com parceiros.

 

O vice-prefeito de Londrina, João Mendonça, expressou a gratidão do município a todos os pesquisadores, estagiários, presidentes e colaboradores que contribuíram para a construção da história do IDR-PR. “O trabalho do IDR-PR impulsionou a economia da nossa região, pois sua pesquisa e a inovação resultam na produção de alimentos, geração de renda e criação de empregos. Essa trajetória de tanto sucesso vai ter reflexos inclusive para as próximas gerações, e por isso espero que o Instituto continue sempre a ser essa força motriz do desenvolvimento científico”, disse.

 

A solenidade também incluiu o lançamento de cinco novos cultivares – espécies vegetais destinadas à produção agrícola e resultantes de programas de melhoramento vegetal. Foram apresentados a aveia granífera IPR Andrômeda, cártamo IPR 211 e canola IPR 212 para a produção de grãos e renda no período de inverno; e o nabo forrageiro IPR 210, prioritariamente destinado ao uso como planta de cobertura em estratégias de manejo conservacionista do solo. E, também, o milho variedade IPR 216, que proporciona alta produtividade de silagem com baixo investimento na produção de grãos.

 

De acordo com o presidente do IDR-PR, Natalino Avance de Souza, a contribuição do órgão para o Paraná é inestimável, e o Instituto segue investindo em iniciativas inovadoras. “Precisamos olhar para frente, e nossos esforços atuais vão na direção de aproximar as áreas de pesquisa e extensão, mantendo um centro de excelência científica em Londrina. Nossos investimentos são voltados à modernização da pesquisa, e saúdo todos os colaboradores e pesquisadores que fizeram e fazem parte dessa história”, salientou.

 

Outra ação realizada durante a cerimônia foi a entrega de um rolo compactador à Prefeitura de Londrina, por parte do secretário de Estado da Agricultura e do Abastecimento do Paraná, Norberto Ortigara. Tendo o valor de R$ 448.700,00, o equipamento foi adquirido pelo Governo do Estado, por meio de emenda parlamentar do deputado federal Ênio Verri. A máquina será utilizada para o desenvolvimento de atividades de mecanização agrícola, auxiliando a produção de pequenos e médios agricultores, e também para a melhoria das estradas rurais do município.

 

O secretário de Estado da Agricultura e do Abastecimento do Paraná, Norberto Ortigara, ressaltou o papel essencial do IDR-PR para uma verdadeira revolução na agricultura do estado, que foi a transição da produção agrícola predominantemente cafeeira para uma matriz muito mais diversificada. “O IDR mecanizou e modernizou intensivamente a agricultura paranaense, e fez muitas experiências no sentido de construir uma agricultura sustentável, como nem se falava na época. Os esforços do Instituto resultaram no método de plantio direto de qualidade, na agricultura de precisão e no jeito mais eficiente de controlar pragas e doenças. Além disso, seus pesquisadores desenvolveram mais de 220 cultivares, entre muitas outras inovações. Para os próximos 50 anos, nossa agricultura deve ser ainda mais sustentável, e seguiremos trabalhando em novas soluções”, citou.

 

O chefe de gabinete da Prefeitura de Londrina, Moacir Sgarioni, destacou o papel de diversas personalidades que contribuíram para a instalação do IDR-PR em Londrina, incluindo Horácio Sabino Coimbra, Celso Garcia Cid, Francisco Sciarra e João Milanez. “Assim como a fundação da UEL e da Embrapa Soja, a criação do IDR-PR foi fundamental para a cidade. A pesquisa, as inovações e o apoio ao produtor rural proporcionam avanços para que o Brasil se torne, cada vez mais, o celeiro do mundo. É uma alegria muito grande comemorar esse aniversário e parabenizo toda a equipe que atuou ao longo desses anos todos, junto com o produtor rural”, afirmou.

 

A cerimônia contou, ainda, com a abertura de uma cápsula do tempo selada em 2012, no aniversário de 40 anos da instituição, com diversas mensagens de pesquisadores e servidores. Também houve o lançamento de dois manuais técnicos: “Plantas Daninhas em Pastagens do Paraná”, de Walter Miguel Kranz, e “Manejo Sustentável de Plantas Daninhas”, de Francisco Skora Neto.

 

Autoridades – Também compareceram à cerimônia o presidente do Instituto de Desenvolvimento de Londrina (Codel), Bruno Ubiratan; os secretários municipais do Ambiente, Ronaldo Siena, e de Agricultura e Abastecimento, Régis Choucino; o vereador Nantes; o presidente da Sociedade Rural do Paraná (SRP), Antônio Sampaio; o chefe-geral da Embrapa Soja, Alexandre Nepomuceno; o reitor da Universidade Estadual de Maringá (UEM), Júlio César Damasceno; e o diretor-presidente do Ceasa, Eder Eduardo Bublitz, entre diversas outras autoridades.

 

 

Texto Ulisses Sawczuk

registrado em:
Fim do conteúdo da página