Ir direto para menu de acessibilidade.
Você está aqui: Página inicial > Notícias > Prefeitura lança serviço inédito de tira-dúvidas sobre vacina contra a Covid-19
Início do conteúdo da página

Prefeitura lança serviço inédito de tira-dúvidas sobre vacina contra a Covid-19

  • Publicado: Terça, 15 de Fevereiro de 2022, 10h36
  • Acessos: 265
imagem sem descrição.

Convênio celebrado com a startup AtendeDoc possibilitará que 1.200 teleorientações sejam agendadas gratuitamente; atendimentos serão feitos por estudantes de medicina da PUCPR

 

Com o objetivo de fornecer informações e esclarecimentos sobre a vacina contra a Covid-19 para a população, a Prefeitura de Londrina oficializou, na manhã desta sexta-feira (11), uma parceria com a startup londrinense AtendeDoc. A colaboração também envolve o Hospital Vascular de Londrina, da Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUCPR).

Por meio da iniciativa, a empresa oferecerá gratuitamente, ao Município, 1.200 agendamentos em seu aplicativo para sessões de tira-dúvidas. Dessa forma, os cidadãos que tiverem questões sobre a vacina, adulta e pediátrica, poderão baixar a plataforma no celular ou tablet, por meio do site www.atendedoc.com.br, criar um perfil e marcar um atendimento on-line, que será realizado pelos estudantes de medicina da PUCPR, sob supervisão dos professores atuantes no Hospital Vascular.

O serviço estará disponível a partir de segunda-feira (14). Todas as orientações fornecidas pelos alunos estarão alinhadas aos protocolos da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), Ministério da Saúde e Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). Além das vacinas, os estudantes responderão questões sobre doenças vasculares, como trombose e varizes, que está entre as áreas de atuação do Hospital Vascular. Trata-se de um projeto piloto, que no futuro poderá ser ampliado.

A parceria do Município com a AtendeDoc foi possibilitada pela participação da empresa no Edital de Chamamento Público nº 002/2018, do Instituto de Desenvolvimento de Londrina (Codel). Voltada às áreas de inovação e tecnologia, essa ação oferece a startups a oportunidade de implementar seus projetos na administração municipal, por meio de convênios estabelecidos com a Prefeitura.

assinatura atendeDoc VH 2O prefeito Marcelo Belinati agradeceu e parabenizou todos os envolvidos na iniciativa e disse que o serviço é de suma importância, principalmente em um cenário em que há muitas fake news e informações desencontradas sobre a vacina circulando. “Este trabalho terá grande alcance social, pois possibilitar tirar dúvidas da população à respeito da vacinação e, com isso, conseguiremos atingir um número maior de pessoas vacinadas. Precisamos vacinar as crianças, ainda mais agora com o retorno às aulas e com o aumento do número de casos de Covid-19”, apontou.

 

assinatura atendeDoc VH 4O secretário municipal de Saúde, Felippe Machado, ressaltou que Londrina se destaca novamente como protagonista em ações voltadas ao enfrentamento à pandemia para a população. “Com esse convênio, vamos poder oferecer, ao cidadão londrinense, uma plataforma on-line de teleorientação para as pessoas que têm dúvidas sobre a vacina contra a Covid-19, por exemplo sobre reações vacinais, indicação, contra-indicação. Esperamos, com essa nova plataforma, nesse momento epidemiológico em que temos reforçado a importância da vacinação das crianças, conseguir tirar as dúvidas dos pais e responsáveis por crianças de 5 a 11 anos que a vida toda vacinaram os seus filhos, mas por conta de fake news estão receosos sobre a vacina contra a Covid-19. Também esperamos conseguir ampliar a cobertura vacinal de nossas crianças”, afirmou.

 

assinatura atendeDoc VH 3

O criador da AtendeDoc e professor de Imunologia e Inovação em Medicina da PUCPR, Cristiano Russo, contou que ele e seu parceiro, o estudante de medicina Pedro Petry, iniciaram a startup em 2020. Segundo Russo, a AtendeDoc é pensada como um serviço particular, em que os usuários cadastrados podem agendar consultas ou optar por ser atendidos de maneira instantânea pelos profissionais de saúde cadastrados na plataforma. Além disso, o aplicativo possibilita a emissão de laudos e receitas médicas.

“Parabenizo a Codel e Prefeitura por essa iniciativa, que possibilita que as startups testem, validem e refinem suas soluções, incentivando grandemente o ecossistema de inovação de Londrina. Um dos aspectos mais significativos dessa parceria é que ela atua de forma tripla, unindo a iniciativa privada, o poder público e a academia. Vamos oferecer um serviço gratuito, que beneficiará a população e contribuirá para o treinamento dos estudantes de medicina”, pontuou Russo.

assinatura atendeDoc VH 7O presidente da Codel, Bruno Ubiratan, destacou que o edital de soluções inovadoras da Codel, que permitiu a parceria com a Atededoc, é muito importante porque possibilita às empresas testarem, gratuitamente, as suas soluções dentro do poder público, para depois expandir para o Brasil inteiro. “É algo inovador que estamos fazendo, esse edital vem para revolucionar e traz benefícios tanto para o setor público quanto para o privado”, frisou.

 

assinatura atendeDoc VH 6O cirurgião do Hospital Vascular e docente da PUC, Rodrigo Gomes, lembrou que as pessoas foram muito impactadas pela pandemia e isso trouxe muitas restrições de acesso à medicina e que, por isso, a plataforma de telemedicina é muito importante, porque ela quebra a barreira física, permitindo o contato do paciente, que está na casa dele, com o médico. “Sabemos que a Covid-19 trouxe muitos problemas de trombose e que também surgiram muitas dúvidas sobre a vacina causar trombose. Por conta disso, essa plataforma também será um instrumento muito importante para que as pessoas possam tirar dúvidas sobre isso, ou seja, se a vacina causa trombose, se a pessoa que tem problema vascular deve se vacinar, etc. Estamos muito contentes com o acolhimento da Prefeitura e em podermos prestar esse serviço para a comunidade de Londrina”, expôs.

 

assinatura atendeDoc VH 5

O coordenador-adjunto do curso de Medicina da PUC, Paulo Roberto Bignardi, contou que o interesse da universidade neste projeto é levar informação verdadeira para a população. “Estamos nesta era de desinformação e isso confunde as pessoas. A universidade é o berço da ciência, do conhecimento, e levar o que é de mais recente na literatura científica, por meio dos nossos professores e estudantes, para a população, é o legado de nossa universidade”, destacou.

Também participam da reunião de assinatura do convênio, vice-prefeito, João Mendonça; o secretário municipal de Governo, Alex Canziani; o diretor de Ciência e Tecnologia da CODEL, Roberto Moreira e o vereador Fernando Madureira.  

Programa Centelha – A AtendeDoc é uma das quatro startups londrinenses contempladas pelo Programa Centelha, que visa estimular a criação de empreendimentos inovadores e disseminar a cultura empreendedora no Paraná. Ao todo, 1.316 empresas se inscreveram para o programa, que selecionou 30 empresas. Através da iniciativa, as startups recebem capacitações, recursos financeiros e suporte para transformar ideias em negócios de sucesso.

O Programa Centelha é promovido pelo Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações (MCTI) e pela Financiadora de Estudos e Projetos (Finep), em parceria com o Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), Conselho Nacional das Fundações Estaduais de Amparo à Pesquisa (Confap), e Fundação CERTI. No Paraná, é executado pela Fundação Araucária de Apoio ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico do Estado do Paraná (FAPPR).

 

Texto: Dayane Albuquerque e Ulisses Sawczuk

registrado em:
Fim do conteúdo da página