Ir direto para menu de acessibilidade.
Você está aqui: Página inicial > Notícias > Secretaria de Governo articula parcerias com a Câmara Brasileira de Comércio na Suécia
Início do conteúdo da página

Secretaria de Governo articula parcerias com a Câmara Brasileira de Comércio na Suécia

  • Publicado: Segunda, 20 de Dezembro de 2021, 09h58
  • Acessos: 226
imagem sem descrição.

Reunião realizada nesta sexta-feira (17) contou com a presença de diversas autoridades londrinenses e da diretora executiva do órgão, Elisa Sohlman

 

Com o objetivo de discutir possíveis parcerias e oportunidades de negócios para o município, principalmente na área de tecnologia e inovação, a Prefeitura de Londrina recebeu, nesta sexta-feira (17), a visita da diretora executiva da Câmara Brasileira de Comércio na Suécia, Elisa Sohlman.

 

Participaram da reunião, o secretário municipal de Governo, Alex Canziani; o diretor de Tecnologia e Operações da Companhia de Tecnologia e Desenvolvimento (CTD), Pedro Sella; o diretor do Instituto de Desenvolvimento de Londrina (Codel), Roberto Moreira; a administradora da Secretaria Municipal de Governo (SMG), Liz Rodrigues; o diretor de Inovação da Associação Comercial e Industrial de Londrina (Acil), Ronaldo Couza; e o diretor do Arranjo Produtivo Local de Tecnologia da Informação e Comunicação (APL de TIC), Thiago Zampieri.

 

Também estiveram presentes a jornalista Vanessa Campos, que foi responsável pela intermediação do encontro, e o diretor de Relacionamento Internacional da empresa sueca Trust Anchor Group, Sharif Pakzad.

 

O secretário municipal de Governo, Alex Canziani, explicou que o diálogo entre a Prefeitura e a Câmara Brasileira de Comércio na Suécia se iniciou com uma reunião on-line, no início de dezembro. De acordo com Canziani, esse intercâmbio poderá trazer diversos benefícios para a cidade. “Além de abrir um novo mercado em potencial para os empresários londrinenses, é uma oportunidade muito interessante de transferência tecnológica, que poderá ampliar ainda mais os horizontes de Londrina como polo de inovação. A atual gestão tem trabalhado com afinco nesse sentido, e Londrina conta com muitos ativos como um APL de TIC consolidado, um grande número de startups e a presença de universidades e instituições de pesquisa de ponta”, afirmou.

 

reuniao comitiva Suecia com Sec Governo Emerson Dias NCom 7A diretora executiva da Câmara Brasileira de Comércio na Suécia, Elisa Sohlman, salientou que a organização pretende promover a indústria brasileira no exterior, e que Londrina tem diversas empresas com potencial para estabelecer parcerias com companhias suecas. “Londrina se destaca como uma cidade inovadora e dinâmica, e por isso decidimos abrir essa discussão, que é vital para que possamos desenvolver nosso trabalho. As relações entre Brasil e Suécia são marcadas por uma cooperação consolidada, principalmente na área de defesa, e nossa missão é proporcionar novas parcerias entre os dois países, inclusive com empresas londrinenses de médio porte, com as quais o mercado sueco deseja ter contato”, disse.

 

reuniao comitiva Suecia com Sec Governo Emerson Dias NCom 10

Segundo o diretor de Tecnologia da Codel, Roberto Moreira, Londrina tem se destacado no desenvolvimento de novas tecnologias. “A cidade tem diversos potenciais, e tanto empresas locais como as de outros estados estão desenvolvendo iniciativas inovadoras aqui. Além da área de veículos elétricos, há pesquisas muito promissoras sendo realizadas em Londrina no setor de biogás. Isso é muito interessante para a Suécia, pois o país enfrenta diversos desafios relativos à sua matriz energética”, pontuou.

 

O diretor de Tecnologia da CTD, Pedro Sella, ressaltou que o intercâmbio com a Câmara Brasileira de Comércio na Suécia pode contribuir para uma das prioridades da atual gestão, que é a transformação digital dos serviços públicos municipais. “Essa é uma ótima oportunidade para usar a tecnologia com o propósito de rapidamente agregar valor à Prefeitura de Londrina, como previsto no Masterplan. Pretendemos ter uma cidade inteligente em que, por meio da integração de diferentes sistemas, possamos oferecer melhores soluções e facilitar o acesso do cidadão a informações”, disse.

 

 

Texto Ulisses Sawczuk

registrado em:
Fim do conteúdo da página